Poemas Traduzidos XCIX – Adriano Nunes

Lendo Antonio Machado, poeta que amo, em mais uma bela tradução de Adriano Nunes. E vamos ler poesia, vamos ler os Mestres! Acaso – Tradução de Adriano Nunes Acaso E alerta não mais à minha quimera não reparava em meu redor, um dia surpreendeu-me a fértil primavera que em toda a vasta várzea só sorria. Brotavam verdes folhas das tumefactas gemas da ramagem e flores amarelas, brancas, roxas, alegravam a mancha da paisagem. E era uma chuva de setas de ouro, o sol por sobre as frondes juvenis; do amplo rio no caudal sonoro observavam-se os álamos gentis. Atrás de tanta trilha é a primeira vez que vejo brotar a primavera, disse, e depois, declamativamente: ? Quão tarde já para a minha alegria!? E, logo, ao caminhar, como quem sente as asas de...

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 10.144.441 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727