Tempaço II, poema de Carmen Silvia Presotto

Escrevendo ao 123º Desafio Poético com Imagens projeto de TaniaContreiras Arteterapeuta TEMPAÇO II não há ausência pra quem sempre esteve presente gotícula do universo na agulha do medo costuro o ar, como se colasse o tempo poesia, saudade! dias infindos volta e giro hera, quimera colar… dou linha ao infinito, remendo-me… Carmen Silvia Presotto – Vidráguas – nov/2014. Imagem: Chema...

Leia Mais

Para além de mim, poema de Carmen Silvia Presotto

Desafio poético… Para além de mim a quem chegar meu ar… verso ao instante intenso ao pretenso encontro um olhar um afago um carinho leitura e ninho verso no escuro a alguém um poema futuro… livro aberto entre flores… e histórias coração sem véu a céu aberto, poesia ao léu… minha humanidade, vivas serão as memórias! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas. Nov/2014. Seguindo do desafio poético de TaniaContreiras Arteterapeuta, deixar um poema no banco de uma praça, buscar alguém para somar o sentir, e que venha resposta…...

Leia Mais

Sudário, poema de Carmen Silvia Presotto

Um poema ao entardecer… SUDÁRIO A vida é lance encaixe alcance A vida é rumo trama sumo A vida por certeza, e sorte é o atalho da morte… … meta concreta. Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! nov/2014. A arte é de Vladimir Kush!

Leia Mais

Parto poema, poema de Carmen Silvia Presotto ao Desafio Poético de Tânia Contreira

Escrevendo com a imagem. 120º Desafio Poético com Imagens, projeto da poeta e amiga TaniaContreiras Arteterapeuta. PARTO POEMA O verso que se pretende outro universo não sai, de mim não sai… olho para todos os lados nada, além de mim penso em 3 D… o imaginário late a face condena recolho a simultaneidade que amanhã, outros espelhos me condenem hoje, narciso múltiplo, sou minha própria poluição… Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! Arte: Abbey...

Leia Mais

Preciso de um poema teu…, poema de Carmen Silvia Presotto

Um poema ao dia… Preciso de um poema teu… que ele venha com o porteiro por caixa, e-mail face, bilhete, rosas ou correio que venha por ondas marés, quinteto entrelinhas quadras ou soneto mas que chegue imerso, livre em versos precioso… … preciso um poema por inteiro… por empréstimo consórcio ou favor seja o meio que for que nele estejas todo… todo por amor! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! A arte é de Ive M....

Leia Mais

Cara Apagada, poema de Carmen Silvia Presotto

Escrevendo com a imagem. 119º Desafio Poético, projeto de TaniaContreiras Arteterapeuta. CARA APAGADA Onde está o olhar que antes tudo iluminava? onde está o nariz que ao perfumar me perfilava? e a boca… sumiram os beijos? me deleto da série borro a matriz a tempo de me reinventar no tempo resta a mala, em mãos uma esperança descansa Ser Viajante… … parto! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! Arte: Van...

Leia Mais

Primavero, poema de Carmen Silvia Presotto

Que venha a primavera, Evoé!! desembrulho-me feito pétalas por teu afeto, primavero… Carmen Silvia Presotto – Vidráguas Arte: Frankly Mr. Bebber

Leia Mais

Vejas, bem! ( XLV), poema de Carmen Silvia Presotto

Coisa boa, mais um Vejas, bem! Vejas, bem! ( XLV) Na janela vendo a lua me senti tão além a senhora das horas das ondas do enredo alguém na sua, tão tua… … a desfiar segredos Vejas, bem! a noite está linda há estrelas… e na distância, a imensa ânsia do ser que sinto, sonho, pressinto névoas e labirinto… … teu cheiro adornando o infinito e eu aqui, tão piegas tão lúdica tão táctil lírica, no colo dos instantes aproximando mundos distantes Vejas bem! Hoje aLuo em A Lua* de Bandeira que me sopra: O mar jaz como um céu tombado/ Ora é o céu que é um mar, onde a lua, / A só, silente louca, emerge / Das ondas-nuvens, toda nua.” E sigo em coma de ser feliz. Carmen Silvia Presotto – Vidráguas, em mais...

Leia Mais

Trama, poema de Carmen Silvia Presotto

Anoitecendo com Eros… TRAMA na ponta do verso, te ato no íntimo costuro e por fim… antes do ponto todo gozo me amo, poemo te apronto… Eros componho-te texto ao silêncio Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! Foto da WEB, autor desconhecido.

Leia Mais

Corpoemas, poemas de Carmen Silvia Presotto

Uns dias de férias, voltando dia 12 de setembro e vamos ler, dizer, estar em poesia!! CORPOEMAS… entro em teu poema como quem sonha, amacio as dores as frestas indigestas e re/levo a coberta malfadada e sacudo os poros a novos dias e sonho o sonho dos sonhos macios, ajusto-me! – Carmen Silvia Presotto- Vidráguas! Corpoemas (2) … Sonho pelos relâmpagos de todos os encontros – nu delírio – colho versos do horizonte. Carmen Silvia Presotto, em reflexões poéticas. A arte é de Carrie...

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 9.981.593 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727