Novelo Poético Vidráguas – “Sonhar é revirar o texto”

Hey, Novelos Poéticos Vidráguas voltando, seguiremos com nosso experimentalismo poético… Vamos tecer juntos, há versos que conVersam, há mãos que amam, encontram-se, poemam! Hoje, o arranque é com Maria Regina Alves em: “Sonhar é revirar o texto Desalinhar o tempo Desconstruir espaços Desmanchar os ventos” A fotografia é de Dan Mountford Sonhar é tecer contextos, ordenar os movimentos, ter no poema sentimento. o cenário do sonho….contextos….. Sonhar é dar crédito à alma, contexto ao tempo. Sonhar é habitar o nada, perceber que a vida vale por cada segundo. Sonhar é dar um tempo…rever o tempo que já foi….sonhar é simplesmente… Sonhar é simplesmente que nos atesta e não nos...

Leia Mais

Poemando com os pequenos, um exemplo a seguir… O menino Poeta!

O menino poeta Vejam que bacana o texto que lemos na semana passada. Estávamos lá brincando e de repente a professora começou a nos peguntar sobre um tal de menino poeta. Ficamos todos curiosos e paramos para ouvir… Logo depois da leitura a professora voltou a perguntar sobre o tal do menino poeta. E veja só o que nós respondemos!!! O menino poeta é uma pipa que parece um índio e tem olhos laranja ele voa como um passarinho e às vezes como um ganso Ele é como um gavião e voa como um avião… E você já descobriu quem e como é o menino poeta? Entre nesta festa com a gente!!!! Vanessa Vieira, professora, poeta, que escreve conosco aqui, dia a dia em redes sociais e em seus blogues: Pensamentos valem mais que ouro e Poemando com...

Leia Mais

No dia da Poesia, Poemando com os Pequenos…

Que presente ao dia Vanessa, meu beijo aos pequenos e Ave Poesia!! Eu quero ser… Esta semana foi bem divertida lá na turminha 31. Ouvimos muitas histórias legais e pensamos em como gostaríamos de ser e o que gostaríamos de ser quando crescermos. No meio dessas histórias legais teve uma que nos chamou bastante a atenção pois o personagem era a gente mesmo. Quando íamos olhar o rostinho do personagem desenhado na história dávamos de cara com um espelho e acabemos vendo a nós mesmos. Foi legal porque assim pudemos ser um monte de coisa no mesmo dia. Mas o legal mesmo foi quando a gente pode escolher uma profissão. Todo mundo escolheu ser piloto. Veja só no que deu: Se eu fosse… Se eu fosse um piloto eu voaria para marte para conhecer...

Leia Mais

Ventrelinhas: Amor emergente! Eba mais um WebLivro Vidráguas- Anáguas…

Salve o Dia Internacional da Mulher, que é feito poesia, todos os dias e para celebrar, mais um WebLivros Vidráguas- Anáguas: Ventrelinhas – Amor Emergente I, eba!! Ventrelinhas Anáguas-Vidráguas Ed. 1 Publish at Calameo or read more publications.

Leia Mais

Novelo Poético Vidráguas, ao amor de construção…

Novelo poético Vidráguas ao Amor de construção! A todos Feliz Natal e boas leituras… ninguém quer gastar amor … e amor não gasta, quanto mais se usa mais amplia amor não gasta o que gasta é o falso amor o falso brilho o falso tempo amor é energia que expande não é amor de implante se se sabe que existe universalmor instante… Versos em construção de Carmen Silvia Presotto e Dija Darkdija que descarrilaram o nosso Novelo… amor resistente eternidade num só instante num instante o amor chato insiste que vive em pé em riste e rio o rio, viste? Eu só sei que dá alpiste. vi um passarinho (ver-de!) o amor não gasta não gosta de encosta pra descer. Só sobe sem saber se sabe se vai querer (o que?) O amor não gasta nem...

Leia Mais

Uns dias de férias… boas leituras!!

Viajando… ” Os arautos do amor deveriam ser os pensamentos que deslizam dez vezes mais rápido que os raios do sol, afastando as sombras das colinas encobertas. Por isso as ágeis pombas que puxam a carruagem de Vênus atraem o amor, e por isso tem asas Cupido, veloz como o vento. ” – William Shakespeare em Romeu e Julieta. p. 420 Hey,alguns dias de férias! Desejo a todos boas leituras, muita poesia e amor. Dia 15/10 retornamos com novidades e seguimos!!

Leia Mais

Dedos falant(i)s, poema em muitas mãos…

Dedos falant(i)s! poema em 8 mãos Tomos templos dorsos temos que queimar nos versos para que não nos queimem de fato sobrevivente da inquisição buscamos na mão a água viva de ser… menos escrava, escribas do amor rescrevemos… o ardor da alma espelha, reflete luz que chameja entre as gentes pelas ruas e avenidas as luzes [são a morte e vida Crescente Ato o peito, desato o jeito mergulho de cabeça o para-quedas falhou Plano Entre os encantamentos sob olhares atentos quem sou mulher… nem santa nem profana música que conclama delícias de amor equilibro-me no meio-fio cortante da navalha remete-me a essa louca carne pura e simplesmente… devassa em fantasias passeio Ai de quem me mede recrio os paraísos do sentir ultra, inteira,...

Leia Mais

Aquarelando com Renata Oliveira, ai que lindo…

Ai, que lindo!! Serás minha caneta a tinta de meus dias porque contigo tudo vira poesia tinta verde… partida vermelha…? quem segue na preta me desloco com a branca te encontro e na amarela, quem serei com ela? Carmen Silvia Presotto, escrevendo com Renata Oliveira! Hey, conversando vamos colorindo as letras e pulsando a caminho do versos, beijos Renata, cá está… sem medo de...

Leia Mais

ObServoAção, poema de Vanessa Vieira

ObServoAção Poema de Vanessa Vieira* Passo o olho Vejo Olho, retorno… Contorno & Conformo. Passeio Rodeio (…) Hgora ObServo Sim Servo… Sinto que sorvo a natureza Vejo além do entorno Passo e volto Pois de fato Vejo-me humano Além de um rótulo. * Vanessa Vieira, é professora e poeta, e além de escrever junto conosco me redes sociais, também está na administração do grupo Vidráguas do facebook e não bastasse isso, estamos juntas no caminhada de levarmos poesia às Escolas, um projeto que estamos desenvolvendo juntas, passo a passo, versos a verso, olho a olho… E por todo tempo que viemos construindo, gracias Vanessa… o tempo estala e mais, observo que a questão que trabalhamos do inVentar palavras Vidráguas,...

Leia Mais

Poemando com os pequenos, um exemplo a seguir…

Poemando com os pequenos por Vanessa Vieira Se todos fossem iguais a você? E ontem tiramos um tempo para refletir… Vejam… Vai tua vida, Teu caminho é de paz e amor Vai tua vida é uma linda canção de amor Abre os teus braços E canta a última esperança A esperança divina de amar em paz Se todos fossem iguais a você Que maravilha viver Uma canção pelo ar, Uma mulher a cantar Uma cidade a cantar, A sorrir, a cantar, a pedir A beleza de amar Como o sol, Como a flor, Como a luz Amar sem mentir, Nem sofrer Existiria verdade, Verdade que ninguém vê Se todos fossem no mundo iguais a você (Vinícius de Moraes – letra / Tom Jobim – Música) Vanessa Vieira, é poeta, professora e realiza um trabalho que devemos conhecer e...

Leia Mais

Novelo Poético Vidráguas – O Beijo no face…

Feito quem vive, 
instalo-me nos lábios dos dias 
como se todo o tempo fosse o hoje, 
como se todo beijo fosse o sonhado

… pronto 
 :
 beijo dado.

 Carmen Silvia Presotto – Vidráguas E assim começou nosso Novelo Poético, lendo estes versos e conVersando com a fotografia Robert Doisneaude: O beijo do hotel de ville (1950): E como dizemos aqui em Vidráguas, quando a imagem conVersa os versos se realinham, e seguimos tecendo nosso experimentalismo em Redes Sociais, um côro de muitas vozes para dizer que há versos no ar, na terra, no mar e no face que se encontram, leiam… Beijo dado ainda é melhor que roubado! Beijos amado ainda é melhor que qualquer dado e vale beijar… quem não gosta de beijo, bom...

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 9.981.512 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727