Amanhã, minha poesia no Sarau Gente de Palavra -26. Coisa boa!!

Minha poesia no Sarau Gente de Palavra -26. Coisa boa!! Sarau Gente de Palavras -12/11, amanhã, às 19h Ponto de Cultura La Integracion, na rua Santana, 260 VERSARES Há momentos em que o coração canta se aninha ama escuta do verso denota realinha o impulso do peito brinca e rima acarinha algodão ao vento feito sonho corpo a fora, chama… Há momentos em que o coração flana ao Amor escuta, e em algum poema, plana. Carmen Silvia Presotto – Vidráguas. In: Revista Gente de Palavra- 14. Org. Michelle Hernandes e Renato De Mattos Motta. p. 11. Michelle, Renato, gracias por este momento. Feliz demais por ser Gente de...

Leia Mais

Psiu! Hoje “Sopapo Poético”. Uma festa poesia!

Psiu! Hoje “Sopapo Poético”. Uma festa poesia! EM OUTUBRO, O SOPAPO POÉTICO CELEBRA O MÊS DAS CRIANÇAS COM UMA MOSTRA DO TRABALHO DA TRUPI DI TRAPU, GRUPO DE TEATRO DE BONECOS PORTO-ALEGRENSE Realizado desde 2012 pela Associação Negra de Cultura (ANdC), o projeto Sopapo Poético – Ponto Negro da Poesia acontece sempre na última terça-feira do mês, com entrada franca. Neste mês, o evento será realizado na sede do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (SIMPA), na Av. João Alfredo, nº 61, ao lado do Largo Zumbi. Referência para a poesia em Porto Alegre, o sarau é um ponto de encontro de artistas e admiradores da cultura negra e um espaço de reflexão. A cada mês, no evento, tem destaque um grupo ou personalidade negra da...

Leia Mais

Luiz Otávio Oliani entre-textos, em Porto Alegre. Viva!!

Agora e finalmente, ” Luiz Otávio Oliani entre-textos” em Porto Alegre, dia 11/10, 16h, no Café do MARGS, Viva, vamos? PARTILHA – Luiz Otávio Oliani a mão estendida abençoa o trigo à procura do ponto ágeis dedos manipulam a massa do mundo mas a vida só faz sentido quando se reparte o pão In: Fora de örbita, RJ, Editora da Palavra, 2007. COMUNHÃO – Olga Savary a Carlos Felipe Moisés Por que escrevo? Porque sou pouca e mínima embora vária, porque não me basto, escrevo para compensar a falta, porque não quero ser só raiz e haste e preciso do outro para dar sombra e fruto. In: Repertório Selvagem: Obra Reunida, 12 livros de poesia – 1947-1988, Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional/...

Leia Mais

Um poema ao dia do Escritor: Céu letrado…

Ao dia do Escritor, um encontro e uma homenagem aos Mestres: Céu letrado! Céu Letrado Toc-toc hora do encontro prosa na porta, dos vãos, grilos e sentidos… céu letrado seresta nas frestas do SER… Céu em poesia! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas! A arte é de Ive Marques...

Leia Mais

Lançamento da revista de poesia Cafeína nas Veias 2

Psiu é hoje no festival de Poesia AEDO – Arte e Expressão da Oralidade, lançamento da Revista Cafeína nas Veias – nº 2 com Juliana Meira, às 18 h, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo. =) quero-quero sentinela semblante de planuras ave imagem etérea que a linguagem captura MEIRA, Juliana. “poema inédito”. In: Cafeína nas Veias 2. Poesia no café, projeto cultural Vidráguas. Porto Alegre,...

Leia Mais

É hoje a abertura do AEDO – Festival de Poesia, vamos?!

É hoje, ainda dá tempo. Vamos lá! Temos a honra de convidar para o vernissage da exposição Poesia Ilustrada e cerimônia de lançamento do AEDO – Arte e Expressão Da Oralidade – Festival de Poesia. Data: 10/06/2014 Local: CCCEV – Centro Cultural CEEE Erico Verissimo Rua dos Andradas, 1223 – Porto Alegre – RS Hora: 19h Mais informações e toda a programação no site www.aedo.art.br Aprés Coup Gente de...

Leia Mais

Psiu! Amanhã, será dada a largada: AEDO – Festival de Poesia em Porto Alegre

AEDO – Festival de Poesia, vamos? AEDO – Arte e Expressão Da Oralidade O festival de poesia Aedo acontecerá de 10 de junho a 15 de julho de 2014 no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo – Rua dos Andradas, 1223 – Porto Alegre Programação: saraus, recitais, espetáculos, performances, leitura dramática, oficina, exposição, lançamento de livros, catálogo e revista. Entrada franca. O maior evento de poesia no RS em 2014 acontecerá no período da Copa do Mundo em Porto Alegre: o festival A.E.D.O.¬ ─ que reunirá poetas de diversas escolas, correntes, grupos e movimentos. Será um verdadeiro time de craques da palavra que ocupará o Centro Cultural CEEE Erico Verissimo para apresentar um panorama da poética atual do Rio Grande do Sul a...

Leia Mais

I Concurso Internacional de Literatura e Redação Henrique José de Souza, vamos participar?

POESIA EM LÍNGUA PORTUGUESA É INCENTIVADA EM CONCURSO LITERÁRIO Concurso Literário Henrique José de Souza premiará melhores poesias em língua portuguesa e divulga o nome deste professor, pensador e filósofo do século XX. Os poetas brasileiros e de países de língua portuguesa terão mais uma forma de divulgar suas composições: através do Concurso Literário Henrique José de Souza – Nova Xavantina – MT – Brasil. A primeira edição é promovida pelo Instituto Brasileiro de Ação e Cidadania, o i-cultural.br. O concurso literário tem como objetivo abrir um espaço para produções literárias em diversas categorias como: Poesia, Dissertação, Recital de Poema, Biografia Resumida, e também na cultura indígena, através do Conto para as...

Leia Mais

50 anos de Catequese Poética, homenagem a Lindolf Bell, vamos?

Encontro poético imperdível, Vamos?! LEGADO Deixarei por herança não o poema mas o corpo no poema aberto aos quatro ventos Pois todo poema é verde e maduro, em areia movediça de angústia, solidão Onde me debato ainda que finja o contrário em busca da verdade e seu chão Deixarei por herança não o poema Mas o corpo repartido na viagem inconclusa Pois todo o poema maduro é um verde poema E, mesmo acabado, se estriba na inconclusão Claro, sem esquecer, o estratagema da paixão. Poema de Lindolf Bell . Leia mais aqui:...

Leia Mais

Viva a mais poesia no mundo. Lançamento de Antípodas tropicais e As sílabas do afeto.

Psiu, os poetas Adriano Nunes e Paulo George fazem aniversário e quem ganha é a poesia. Viva Antípodas tropicais, viva As sílabas do afeto, a poesia em festa das Alagoas ao Rio. Vamos?! VIDA Vida: quase dada a Quase tudo, fado Indeterminado, Quimera adorada, Macondo, Eldorado, Ítaca, Pasárgada, Mágica emboscada… Das moiras, legado Legítimo, exato, Quântico ultimato, Homérica saga Que mito esmaga. Ou que a paz propaga no último ato. Adriano Nunes, em Antípodas tropicais, Vidráguas, Porto Alegre, 2014. p. 73. OS SINAIS Saibam quantos cantam Neste mundo insano Deus não tem ouvidos Deus não é humano. Saibam quantos sonham Neste mundo sem sinos Deus só conhece os sinais De quando éramos meninos Os sinais puros Os sinais...

Leia Mais

Por que ler poesia? Por que ler Antípodas tropicais?

Por que ler poesia? Por que ler Antípodas tropicais? Antípodas Tropicais, segundo livro de Adriano Nunes, chega para se somar a Laringes de Grafite (Vidráguas, 2012), livro inaugural da poética do autor, e revelar o quanto poesia é criatividade, isto é, métrica, musicalidade, conhecimento vasto, estudo, leituras, técnicas múltiplas e dedicação. Nada se dá ao caso, nada escapa da mão que cria, e Adriano, por saber disso, aproxima tempos e formas, traduz, traz o híbrido e, junto, o crédito de que ler os clássicos, mais do que fundamento, é o alicerce com que se tece nele um poeta. Antípodas tropicais, um livro de poemas para que possamos chegar ao cerne de uma construção onde a lírica, a imaginação e os sentidos oriundos dos signos...

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 9.981.513 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727