Quer saber XXXI, ao dia do beijo… poema de Carmen Silvia Presotto

Ao dia do beijo… Quer Saber? ( XXXI) Teu beijo faz cócegas em minha memória faísca que adentra, reinventa, me melhora os poros se abrem, os dias acontecem teu cheiro não evapora, põe em apuros é cola é tempo é música é verso teu cheiro , um momento de eterno invento, rumo rima, riso… gozo, teu beijo quer saber? – meu melhor esconderijo… Carmen Silvia Presotto, Vidráguas – Quer Saber? – série de poemas do cotidiano Vidráguas, leves, brincalhões em sopros de viver! A Arte é de Luiza Maciel...

Leia Mais

Prismas, um presente poesia de Joelma Bittencourt!!

Prismas a Carmen Silvia Presotto I “somos uns vestidores de sombras” o sopro veio nem era tão longe e a cinza se ascendeu II tem olhar que passa no compasso do vento sopra leve leve lira espantalho de mau tempo passeio de íris feito catavento alegria de varal III entre o sufoco e a ventania o brado de Silvia: com…partir Poema de Joelma Bittencourt dedicado a mim,escrito com uma epígrafe de um poema meu: Amor- Série Coisa Boa!. Que tempo que conVersa, que tempo bom de olhares que se encontram, amam e poemam. Gracias Joelma!! leiam mais poemas no blog da autora: Transfigurações! A arte é de Luiza Maciel...

Leia Mais

Ano Novo, por Maria De Fátima Monteiro

Ano Novo tudo igual as velhas canções as antigas ruas por onde caminho desde sempre… onde o novo se escondia? Na rosa que se abriu e ninguém via… Poema de Maria de Fátima Monteiro, poeta, jornalista, autora de VOO que leio e amo esparramar, aqui todas segundas-feiras. A Arte é de Luiza Maciel...

Leia Mais

Novelo Poético Vidráguas, ao amor de construção…

Novelo poético Vidráguas ao Amor de construção! A todos Feliz Natal e boas leituras… ninguém quer gastar amor … e amor não gasta, quanto mais se usa mais amplia amor não gasta o que gasta é o falso amor o falso brilho o falso tempo amor é energia que expande não é amor de implante se se sabe que existe universalmor instante… Versos em construção de Carmen Silvia Presotto e Dija Darkdija que descarrilaram o nosso Novelo… amor resistente eternidade num só instante num instante o amor chato insiste que vive em pé em riste e rio o rio, viste? Eu só sei que dá alpiste. vi um passarinho (ver-de!) o amor não gasta não gosta de encosta pra descer. Só sobe sem saber se sabe se vai querer (o que?) O amor não gasta nem...

Leia Mais

Coisa boa! (44) por Carmen Silvia Presotto

Coisa boa! (44) à Luiza Maciel Nogueira ser amiga amores mais que dito em tuas telas, f lores de versos chama trama se musa … intrusa – que dizer? a não ser : coisa boa te conhecer, felicidades Luiza Maciel Nogueira! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas- Anáguas em Coisa boa, poemas pulsant(i)s, mais um alongamento, um exercício poético. A Arte é de Luiza Maciel...

Leia Mais

O poder da lágrima em Interiores Vidráguas…

O PODER DA LÁGRIMA por Loiri Zancanella Cortese Gotinha molhada e brilhante Diamante sentimental dos olhos A lágrima vertida da fonte humana Revela força, coragem e poder. Líquido aquoso, mensageiro da dor ou da alegria Que vem das entranhas do ser rolando nas faces Transparência eloquente e espontânea Gota feita de nós, que diz de nós. Bálsamo d’alma e do coração Palavra muda e convincente Retrato sincero de expressão. Há de se chorar de sofrimento ou de felicidade De tristeza ou de alegria Pra aliviar as tensões da vida. Lágrima que rega e regenera o estado de espírito, Libertadora das emoções contidas, De imenso poder, que faz acontecer. Lágrima é água em forma de desabafo! Loiri Zancanella Cortese escreve conosco todas...

Leia Mais

Coisa boa! ( 32) poema pulsantis de Carmen Silvia Presotto

Coisa boa! (32) Folhas ao relento teu ser palavras sussurro sempre no tempo folhas de rosto em meu viver… abres alas, passos olhos que saltitam versos poros dedos atentos morte impossível poesia infinita… …coisa boa, ao dia desfolhArte! Coisa boa, espalhARTE! Carmen Silvia Presotto – Vidráguas em Coisa boa, poemas pulsant(i)s, mais um alongamento, um exercício poético!! A Arte é de Luiza Maciel...

Leia Mais

Hacaiando em Vidráguas…

Tórrido medo não poder te sentir feito ventre vazio. Haicai de Carmen Lúcia Lima sarmento. Arte de Luiza Maciel Nogueira! Um prazer acompanhar e divulgar a Arte de Carmen Lucia e Luiza, vivas a Poesia e Imagem que nos une!!

Leia Mais

Hacaiando em Vidráguas…

Generoso sol cicatriza o tempo na tarde azul. Haicai de Carmen Lúcia Lima Sarmento, que escreve conosco aqui todas as terças e também me redes sociaais. Uma painelista que amo amo ler e admirar as texturas que tece em palavras!! A arte é de Luiza Maciel Nogueira, confiram mais gravuras, desenho e arte em seu blog: Versos de...

Leia Mais

Vidráguas poemando nas Escolas com Vanessa Vieira em Búzios

A turma 207 também esperava ansiosa pela chegada da Carmen, primeiro conversamos e depois os alunos foram para a Inauguração da sala de Leitura: Quando retornamos à sala os alunos foram levados pensar e escrever sobre o que sentiram quando viram o marcador de texto que Carmen havia nos dado. Psiu! O projeto é antigo, comecei levando poemas e leituras na Escola Otávio de Souza em Porto Alegre, depois fui à Goiânia com o projeto PontuAção, Vidráguas em Arte de Luiza Maciel… depois reencontramos Letras Vivas na Feiras do Livro de Sarandi e Porto Alegre… e seguimos a caminhada. A Poesia Vidráguas na Escolas segue, passo a passo, professor a professor e algo teremos feito… desta vez, estive em Búzios com a professora Vanessa...

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 9.981.597 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727