Poemas Traduzidos XCVI – Adriano Nunes

Hoje, lendo “Gift”, poema de Leonard Cohen em poemas traduzidos por Adriano Nunes. Que presente poesia. Viva! “Presente” (Tradução de Adriano Nunes) Dizes-me que o silêncio está mais perto da paz do que os poemas mas se por meu presente Trouxesse-te o silêncio (pois conheço o silêncio) Tu dirias Isto não é o silêncio isto é um outro poema e devolvê-lo-ias para mim. Leonard Cohen: “Gift” Gift You tell me that silence is nearer to peace than poems but if for my gift I brought you silence (for I know silence) you would say This is not silence this is another poem and you would hand it back to me COHEN, Leonard. Poems And Songs. Edited by Robert Faggen. London: Everyman’s Library, 2011, p. 31. Todas...

Leia Mais

Vidráguas à Lya Luft!

Vidráguas à Lya Luft, hoje o meu dia poesia é dela....

Leia Mais

Corpoemas, poemas de Carmen Silvia Presotto

Uns dias de férias, voltando dia 12 de setembro e vamos ler, dizer, estar em poesia!! CORPOEMAS… entro em teu poema como quem sonha, amacio as dores as frestas indigestas e re/levo a coberta malfadada e sacudo os poros a novos dias e sonho o sonho dos sonhos macios, ajusto-me! – Carmen Silvia Presotto- Vidráguas! Corpoemas (2) … Sonho pelos relâmpagos de todos os encontros – nu delírio – colho versos do horizonte. Carmen Silvia Presotto, em reflexões poéticas. A arte é de Carrie...

Leia Mais

Um afago poesia de Edilberto Djuba Pires, viva!

Um afago poesia, de Edilberto a mim. Amei!! tanto zelo é a maior prova de amor que existe por tanto essa identificação explicita Carmen > POESIA ! Poema de Edilberto Djuba Pires ao dia de meu aniversário!

Leia Mais

Um poema de Joelma Bittencourt, dedicado a mim. Viva!!

Um poema presente de Joelma Bittencourt Por Salem poema de Joelma Bittencourt poema propício para bruxarias não avisto inquisição há vagalumes licenciados na arte das trevas e este caldeirão sempre pronto a engolir sapos cobras e lagartos jogo tudo dentro dele quero vê-lo explodir (Joelma B.) Ofertado à poeta do dia: Carmen Silvia Presotto. Arte de Brooke...

Leia Mais

Um poema presente de Assis Freitas, viva!!

Um poema presente de Assis Freitas ao meu aniversário, lindo, lindo!

Leia Mais

Um poema presente de Joice Furtado, coisa boa!

Um presente poesia ao meu aniversário, gracias Joice!! Ganhar poemas nos faz maiores e melhores....

Leia Mais

Poemas Traduzidos XCV – Adriano Nunes

Lendo Valeri Petrov: “Cry from Childhood” (Translated to English by Richard Wilbur), e ao português por Adriano Nunes, e que poema! Um grito da infância – Tradução de Adriano Nunes Por que isso afligir-me tem que vir, O súbito, agudo, e onírico grito De crianças chamando “Valeri!” Lá fora no logradouro contíguo? Não é pra mim, esse apelo infantil; Tristemente, não é pra mim de fato. Estão chamando um outro, meu sutil Homônimo que reside do lado. Apesar de tais estorvos, admito, Estão afligindo o meu raciocínio, Mantenho o que sinto pra mim, pois isto Poderia ser cômico, no mínimo, Se, do seu alto e aplicado retiro, Um velho esguio inclinar-se pra falar “Não posso sair” aos que me...

Leia Mais

Para encerrar bem a noite, um poema de Gullar!

Lendo e esparramando Gullar TOADA À TOA A vida, apenas se sonha que é plena, bela ou que for. Por mais que nela se ponha é o mesmo que nada por. pois é certo que o vivido – na alegria ou desespero- como o gás é consumido… Recomeçamos do zero. Gullar, Ferreira. Em alguma parte alguma. 2ª ed. Rio de Janeiro: José Olímpyo, 2010....

Leia Mais

Vidráguas aos 70 anos de Leminski!

Vivas ao dia, viva Leminski!

Leia Mais
Untitled Document
Home | PhotoPoemas | Clube de Leituras | Projeto Vidráguas | Publicações | YouTube | Contato

Tivemos 10.144.469 visitas desde 14/01/2009
Todos os direitos reservados. Copyright ©
Analista de Sistemas Rúbia Formigheri

Rua Francisco Ferrer, 441/507.
Rio Branco - Porto Alegre / RS
Telefone (51) 3392 3727